• strict warning: Non-static method view::load() should not be called statically in /var/www/desarquivo/desarquivo.org/public_html/sites/all/modules/contrib/views/views.module on line 1118.
  • strict warning: Declaration of views_content_plugin_display_panel_pane::options_submit() should be compatible with views_plugin_display::options_submit($form, &$form_state) in /var/www/desarquivo/desarquivo.org/public_html/sites/all/modules/contrib/ctools/views_content/plugins/views/views_content_plugin_display_panel_pane.inc on line 0.
  • strict warning: Declaration of content_handler_field::element_type() should be compatible with views_handler_field::element_type($none_supported = false, $default_empty = false, $inline = false) in /var/www/desarquivo/desarquivo.org/public_html/sites/all/modules/cck/includes/views/handlers/content_handler_field.inc on line 0.
  • strict warning: Declaration of content_handler_field_multiple::pre_render() should be compatible with views_handler_field::pre_render($values) in /var/www/desarquivo/desarquivo.org/public_html/sites/all/modules/cck/includes/views/handlers/content_handler_field_multiple.inc on line 0.
  • strict warning: Declaration of views_handler_filter::options_validate() should be compatible with views_handler::options_validate($form, &$form_state) in /var/www/desarquivo/desarquivo.org/public_html/sites/all/modules/contrib/views/handlers/views_handler_filter.inc on line 0.
  • strict warning: Non-static method view::load() should not be called statically in /var/www/desarquivo/desarquivo.org/public_html/sites/all/modules/contrib/views/views.module on line 1118.
  • strict warning: Non-static method view::load() should not be called statically in /var/www/desarquivo/desarquivo.org/public_html/sites/all/modules/contrib/views/views.module on line 1118.
  • strict warning: Non-static method view::load() should not be called statically in /var/www/desarquivo/desarquivo.org/public_html/sites/all/modules/contrib/views/views.module on line 1118.
  • strict warning: Non-static method view::load() should not be called statically in /var/www/desarquivo/desarquivo.org/public_html/sites/all/modules/contrib/views/views.module on line 1118.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_style_default::options() should be compatible with views_object::options() in /var/www/desarquivo/desarquivo.org/public_html/sites/all/modules/contrib/views/plugins/views_plugin_style_default.inc on line 0.

Cartografia Crítica da Amazônia

Enviado por aarquivista, sex, 2012-10-26 14:18


Belém

 

 

De abril a agosto de 2012, em Belém do Pará, iniciou-se a busca de uma síntese. Pontos críticos desse enigma alcunhado Amazônia começaram a se grafar em Dossiê: físico e digital. Surgiram fascículos: "Prólogo: Perigoso e Divertido", “Vontade de Potência”, “Estamos em greve”, “Redes locais, Autonomia”, “Epílogo: Entre rios, rua e igarapés”.

Coordenado por Giseli Vasconcelos, e tendo na equipe Mateus Moura, Romario Alves, Ícaro Gaya, Lucas Gouvea, Bruna Suellen e Arthur Leandro, e quaisquer colaboradores, o processo (que sempre estará em processo) de construção desse documento aberto pretende, entre outras coisas, olhar do alto, de baixo, de dentro, de fora, na altura dos olhos, no espelho. AMAZÔNIA é o nome da floresta-enigma que está sendo in-plorada. Trabalhoso.

O cerne do documento gira entorno de uma publicação desdobrada num impresso e em uma versão digital, onde através desses capítulos há uma tentativa humilde/nobre de vasculhar a amazônia no seu sentido mais amplo, local/global, abarcando assuntos diversos e pouco tratados sobre a região, de forma critica e incisiva.

Os vídeos em construção foram denominados remix-texturas (rmx txt ura’s), 'remix' enquanto ressignificação do que já existe, 'texto' (no sentido máximo, sendo sinônimo de imagem – visual, sonora, conceitual) e 'urdidura' (s.f. ação ou efeito de urdir; conjunto de fios no tear por entre os quais se faz a trama; Fig. tramóia, intriga, maquinação). 

 

Colaborativo, o viés do projeto/processo abre à opinião pública às portas digitais. Há muitos afetos para se construir, muitos paradigmas para se destruir, muitas árvores para compreender. Por outras cartografias.

http://vimeo.com/channels/rmxtxturas

o mapAzônia vem como a cereja do bolo,ele é antes de tudo uma materialização poética ou, para melhor dizer, poe(lí)tica, pois o discurso contido na forma não é alienígena a realidade de seus autores, pelo contrário, a realidade amazônica é nosso motivo, e no seus tentáculos orbitamos. Um mapa tenta descrever-narrar um espaço, espaço afetivo, físico, psicológico, visível e invisível. Propomos aqui uma narrativa cartográfica entrecortada de resíduos históricos, perspectivas políticas e processos poéticos para tentar abarcar as consequências estruturais, físicas e sociais de uma região desde sempre a serviço do mercado, um lugar preso ao mercantilismo colonial, escondido por de traz do discurso positivista do progresso.

*

Produção Executiva/Direção/Organização: Giseli Vasconcelos

Mediação [Imersivas]: Arthur Leandro

Vídeos RMXTXTURA: Mateus Moura e Lucas Gouvea  

MapAzônia
LabCart - Hugo nascimento, Luah Sampaio, Yuri barros
qUALQUER qUOLETIVO - Lucas e Romário
Giseli Vasconcelos

Editores
Arthur Leandro, Bruna Suelen, Giseli Vasconcelos, Ícaro Gaya, Lucas Gouvêa, Mateus Moura, Romario Alves, Clever dos Santos. 

Produção/Logística: Romario Alves

Produção/Rede [Imersivas]
TatianaWells, FelipeFonseca e JaderGama

Produção/Logística [Imersivas]: BrunaSuelen

Produção/Áudio [Imersivas]:Carlinhos Vas

Projeto Gráfico: Lucas Gouvêa

Produção Gráfica: Roberto Traplev

Colaboradores 
//Armando Queiroz // Ateliê do Porto// A Casa – Laboratório de Permacultura Urbana // Celi Abdoral // Contra Corrente // Espaço Cultural Coisa de Negro // Felipe Fonseca //Fernando D’Pádua // Gil Vieira // Hugo Nascimento // Instituto Nangetu // Integra Belém // João Simões // Lorena Marín // Luah Sampaio // Lucia Gomes // Luiz Augusto Pinheiro Leal // Marie Ellen Sluis //Michele Campos // Pablo de Soto // PARACINE// Paulo Tavares //Radio Cipó Arte & Entretenimento// Ricardo Folhes // Roberto Traplev // Tatiana Wells // Vicente Franz Cecim // Yuri Barros // Parque dos Igarapés // IAP - Instituto de Arte do Pará // Casarão Cultural Floresta Sonora // Casa Puraqué

Fotografias
Arthur Leandro, Giseli Vasconcelos, Bruna Suelen, Espaço Coisa de Negro, Fernando D’ Pádua, Fundação Lúcia Gomes, Isabela do Lago, Keila Sobral, Qualquer Quoletivo, Roberta Carvalho, Samir Raoni

Produção/Experimentação/Videos
qUALQUER qUOLETIVO: Lucas Gouvea, Mateus Moura, Maecio Monteiro, Luah Sampaio, Romario Alves, Icaro Gaya, Hugo Nascimento e Luiza Cabral

Decupagem/Transcrição: Bruna Suelen e Ícaro Gaia

Tradução: Tatiana Wells

Revisão: Bruna Suelen, Erika Morhy, Ícaro Gaya

Agradecimento Especial
Edna Vasconcelos e Edineia Sindona, João Simões

--

Tiragem
1000 exemplares


2012


Compartilhe na rede

Comentários

Adicionar Comentário

Se logue ou se registre para poder enviar comentários